CONFIRA

Com jogadores do basquete, judô, futebol de 7, atletas da base, do remo...

sábado, 1 de junho de 2013

Profissional | Pós Jogo - Haja Coração...


Flamengo e Atlético/PR se enfrentaram na tarde deste sábado, em Joinville, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro de Futebol. O jogo foi cercado de emoções, de forma positiva e negativa para o Fla. O time tinha uma atuação lenta e apagata até o inicio do segundo tempo e chegou a perder por 2 a 0 na partida, mas, reagiu, conseguiu sair com o empate, e por pouco não venceu. Confiram como foi este grande partida, no pós-jogo com a análise completa de Samantha Rodrigues:

Existem coisas que apenas a torcida do Flamengo vai poder assistir: dois times totalmente opostos em um jogo só. No primeiro tempo parecia aquele Flamengo que lutou pra não cair no Brasileiro de 2010; totalmente apático. Os jogadores pareciam que ficaram dois meses sem tocar em uma bola. As alterações do técnico Jorginho não surtiram efeito. Pra tirar um jogador rápido, tem que colocar um mais rápido ainda. Jorginho colocou Carlos Eduardo, que caminhou em campo, só tocando a bola pro lado. Com a atuação do Fla, era de se esperar o Atlético Paranaense marcasse o gol. E aconteceu... Ederson abriu o placar, após uma falha da zaga, fazendo 1 a 0 pro time da casa. A torcida esperou que o Flamengo fosse acordar com o gol sofrido; Mas não. O time Rubro-Negro continuou dormindo no ponto e foi pro vestiário com a derrota parcial no placar. 

Após o intervalo: entraram Rafinha e Renato; o time do nada, simplismente mudou. Parecia aquele Flamengo que jogou demais contra o Santos, na primeira rodada. Mas a equipe esbarrava na mesma dificuldade: a calma para finalizar. E como quem não faz leva... numa segunda falha da zaga Rubro-Negra, e ainda com a colaboração do goleiro Felipe, que ficou olhando a bola entrar, o rubro-negro do Paraná ampliou: Atlético Paranaense dois a zero. Saí da sala, fiquei muito brava; mas lembrei que torcia pro Flamengo e voltei. 

Parece que foi até um chamado pros gols; Marcelo Moreno, depois de cobrança precisa de falta de João Paulo (aliás nunca entendi porque ele é reserva do Ramon), cabeceou prras redes. O Flamengo marcou seu primeiro gol na aprtida. Marcelo Moreno fez o seu primeiro pelo time Rubro-Negro. Xô urucubaca! E como se não bastasse, pra confundir de vez o torcedor, o time passou a jogar bola. Pra alegria da Nação, poucos minutos depois, em cobrança de escanteio, o Flamengo marca novamente. Com quem?! Sim, com Renato Abreu. 

Vamos ponderar algumas coisas, RENATO ABREU não é insubstituível! A questão são as escolhas erradas. Jorginho é muito fraco, é perdido e não sabe ao certo o que se faz. Fica tipo tiro no escuro. Um exemplo é a escalação do Carlos Eduardo, que não é jogador pro Flamengo. Aliás, do jeito que vai, nem os times da série B vão querer. É a mesma coisa de jogar dinheiro no lixo, literalmente. Só que em uma conta corrente. Quem também jogou mal hoje foi o Elias. Até estranhei, pois do time titular, é um dos poucos que consegue se manter regular.

Agora é pensar pra frente. O nosso elenco é fraco, temos que nos acostumar. Precisamos de algumas contratações em quase todas as posições, sejam pra ser titulares, como pra ser banco. Mas, o Flamengo é diferente, e nós, acreditamos até o fim. Estaremos contigo, Mengo!

Pra terminar não posso deixar de dar os parabéns pro campeão do NBB! Meu time, nosso time: O FLAMENGO! Não é mole não! O FlaBasquete é o orgulho da Nação... SRN!

1 comentários:

Anônimo disse...

A diretoria tem que pensar com muito carinho o que fazer nessa janela de meio de ano,tem que trazer jogadores em posições pontuais pra serem titulares!Mesmo sabendo da nova e certa política pra esse ano,não vai ter jeito.O campeonato brasileiro é coisa séria, não é campeonato carioca.Sem pressão,mas precisamos disputar dignamente esse campeonato.SRN

AGENDA

SEJA SÓCIO!

ACESSE

TWITTER

SIGA-NOS

VOTE

+ DA SEMANA

VISUALIZAÇÕES DO BLOG

Entre em contato: iflamengonews@gmail.com