CONFIRA

Com jogadores do basquete, judô, futebol de 7, atletas da base, do remo...

quinta-feira, 6 de junho de 2013

Profissional | Pós-Jogo -> Há males que vem pra bem...


Na noite de ontem, o Flamengo enfrentou o Náutico pela 4ª rodada do Campeonato Brasileiro, em Florianópolis/SC, e novamente não conseguiu vencer. Deste vez, a situação foi pior. O time perdeu com uma fraca atuação, depois de muito tempo voltou a estar na zona de rebaixamento de um Campeonato Brasileiro e o técnico Jorginho foi demitido do time. Mas, há males que vem pra bem... Como foi o jogo, o clima da torcida após o mesmo e a atual situação do Flamengo, você confere no pós-jogo completo, feito pelo colunista Matheus Berriel. Leiam:

Apagado. Esse foi o Flamengo da noite de ontem. Em uma situação desconfortável na tabela, apenas um resultado interessava o time Rubro-Negro: a vitória. E ela não veio. Pelo contrário; uma derrota, que acabou fulminando com a ira da torcida e com a demissão do técnico Jorginho, que ficou a frente do clube por 5 meses e teve um total de 14 jogos, vencendo 7, empatando 4 e perdendo 3 partidas. Um número que nem seria tão ruim, se as derrotas não fossem para o Audax, no Carioca, para a Ponte Preta e pior, para o Náutico, lanterna do Brasileiro.

A partida em si foi um horror. Hernane foi um dos poucos que tentou, chegou a chutar a gol algumas vezes, mas, fracassou, por não ter frieza e técnica de um matador. O artilheiro da equipe, novamente mostrou que é esforçado, mas não é atacante para o Flamengo num Campeonato no nível do Brasileirão. Do restante do time, poucos se salvaram. Elias fez o que pôde no meio campo, mas, acompanhado de Renato Abreu, expulso no fim e Luiz Antônio, uma lástima, pouco conseguiu render. Felipe salvou o que deu e não teve culpa no gol. Lá atrás, Renato Santos fez o simples; sem seu companheiro de zaga, que está na seleção, ele tentou ser seguro, sem jogadas mais arriscadas, para não complicar a vida de Wallace, que substituia Gonzáles. Na lateral esquerda, segue a dúvida: Quem é o menos pior? Ramón, lesionado, ou João Paulo? Difícil de responder. Léo Moura não aguenta mais o ritmo. Até começa bem, tem alguns lampejos do melhor lateral do Brasil de uns anos atrás, mas, cansa, sempre. A idade pesou. Rafinha perdeu o brilho. Uma jogada individual sem perigo aqui, outro lance ali, mas nada daquele garoto prodígio do campeonato Carioca. Jorginho, ah, chegamos onde eu queria... Jorginho pediu pra sair. E conseguiu! O time já estava ruim e ele conseguiu piorar. Tirou o centro-avante do time contra o Náutico, lanterna do campeonato, para lançar Adryan, que até foi bem, mas não tinha o homem-gol para servir. O time segue sem vencer.

Como já era de se esperar, caiu Jorginho! Com o pior início de Campeonato Brasileiro desde 2001, com apenas 2 pontos na tabela, após 4 rodadas, o até então, técnico do Flamengo, foi pro ralo. Ainda no clima da partida, com o uniforme da equipe técnica, Jorginho foi chamado pela diretoria, que anunciou sua saída do Flamengo. Nem o culpo pelo trabalho não ter dado muito certo. Todos sabíamos que ele nunca foi técnico para o Flamengo. Jorginho até tentou dar o seu melhor, mas não foi o suficiente: vaias, xingamentos e críticas. A torcida não perdoou e ele foi embora. Em apenas 5 meses de trabalho do último, teremos outro treinador. O erro da diretoria, um dos poucos, não foi tirá-lo agora e sim contratá-lo em março. Com um longo período de 'férias' para treinar, o time não embalou. 

O problema, é que no Flamengo, uma gota, vira oceano. De um erro da diretoria, a situação se tornou maior e os muros da Gávea apareceram pixados, com frases pedindo a demissão de Jorginho, que veio a acontecer, de Carlos Eduardo, que lamentavelmente nada fez pelo Flamengo até agora e o pior, com frases hostilizando a atual diretoria. Sim, a mesma diretoria, que em meses de trabalho, colocou o Flamengo no Top 5 Mundial dos patrocínios, que liberou as CND's, que diminuiu quase que por completo as dívidas do clube, também sofreu com a derrota. Aí que entra uma pergunta... Afinal, o que quer o torcedor Rubro-Negro?! A resposta é curta e grossa: O torcedor Rubro-Negro quer vencer. A impecável diretoria, fora dos campos, tem um perfeito projeto a longo prazo; tem tudo pra dar certo e tomara que dê. Mas o torcedor do Flamengo não tem paciência. De que vai adiantar as contas pagas, se o time for pra série B? (Sim, já cogitaram isso). É um caso a se pensar. Agora, é a hora de manter a calma, agir com cautela, acima de tudo, para resolver a situação dentro dos campos, sem jogar por água abaixo todo o trabalho que foi feito fora deles. Se precipitar, com certeza, não irá resolver nada.

Por fim, como bem disse o blogueiro Paulo César Pereira, do Falando de Flamengo, ao me responder no twitter! Vamos, Flamengo! 'A questão é... Pra onde?' Estaremos contigo até o fim, Mengo! Os verdadeiros acreditam, acima de tudo. Com o técnico que for, com os jogadores que forem. Se vestiu o Manto Rubro-Negro, iremos exigir ao menos Raça! Saudações Rubro-Negras! 

0 comentários:

AGENDA

SEJA SÓCIO!

ACESSE

TWITTER

SIGA-NOS

VOTE

+ DA SEMANA

VISUALIZAÇÕES DO BLOG

Entre em contato: iflamengonews@gmail.com